Linkei Linkei
Você está no Blog

Avaliação de Interfaces

O desenvolvimento de um sistema interativo que preze pela qualidade de uso exige uma avaliação a fim de identificar problemas na interface e na interação que possam comprometer a experiência de uso (Silva & Barbosa, 2010). Para Preece et alii (2005), a avaliação é uma tarefa essencial no processo de desenvolvimento de um sistema interativo e mantém o processo centrado nos usuários. Assim, possibilita atender as necessidades atuais dos usuários.

Os usuários preferem sistemas que sejam fáceis de aprender e utilizar assim como eficazes, eficientes, seguros e satisfatórios. É também essencial que alguns produtos sejam agradáveis, atraentes, desafiadores, etc (p.339).

Netto (2010) afirma que a avaliação é a função mais relevante no desenvolvimento de um sistema interativo. Mesmo que um sistema tenha sido desenvolvido apoiado por uma abordagem teórica, a qualidade e a eficácia do modelo de interação e das funcionalidades serão atribuídas pelos usuários. Portanto, a avaliação é crítica para saber, pela perspectiva do usuário, a facilidade de uso, a eficiência e eficácia do sistema e se o sistema apoia adequadamente as necessidades dos usuários.

A avaliação, além de gerar benefícios aos usuários, gera vantagens aos desenvolvedores e à imagem do sistema. A avaliação permite que o sistema atenda adequadamente as necessidades dos usuários, que os problemas sejam identificados antes da conclusão do sistema, reduzindo custos, gerando uma imagem positiva do sistema no mercado, aumentando possibilidades de sucesso, a receita e, consequentemente, criando uma vantagem competitiva (Silva & Barbosa, 2010; Preece et alii, 2005).

Porém, para obter esses e outros benefícios, é necessário realizar uma avaliação com um planejamento detalhado e cuidadoso, com técnicas e métodos bem definidos e selecionados de acordo com os objetivos da avaliação e com as características do contexto. Existe uma grande variedade de métodos e técnicas que podem ser usados na avaliação de interface; saber qual é o melhor exige uma análise de cada um.

Avaliações bem planejadas são guiadas por metas e objetivos claros e, principalmente, adequados ao contexto e ao ambiente em que o sistema está inserido. A fim de facilitar o planejamento de uma avaliação de sistema interativo, Preece et alii (2005) propõem o framework DECIDE para orientar a avaliação.

Referências: 

Comentário