Linkei Linkei
Você está no Blog

Importância em projetar uma experiência de qualidade no uso da web

No setor de comércio eletrônico, segundo Agner (2010), bilhões são perdidos por falta de investimento em projetar uma experiência bem sucedida no uso da web, ou seja, sucesso em concluir uma tarefa e facilidade em encontrar o que procura. São gastos milhões em publicidade para atrair o usuário ao site, e quando lá, o usuário não consegue achar o produto ou informação desejada ou o website ou página Web não fornece condições para o usuário concluir uma tarefa, gerando frustração ao usuário e prejuízo financeiro e prejuízo à imagem da empresa.

No setor bancário, segundo pesquisa feita em junho de 2010 pela Federação Brasileira de Bancos (2010) – Febraban, os investimentos em tecnologia no ano de 2009 superaram os R$ 19,4 bilhões e o número de contas de internet banking somou 35 milhões, evidenciando a importância do internet banking e o fato que as organizações bancárias almejam que os seus clientes acessem seus respectivos internet banking sem dificuldades e de uma forma rápida e fácil consiga realizar operações bancárias como pagamentos, transferências e consultas. Afinal, quanto mais seus clientes utilizarem esses serviços via web menor será o número de clientes nas agências, menor será a necessidade de recursos humanos e infraestrutura física e, portanto, maiores serão seus lucros.

Na democratização e no acesso ao conhecimento, os problemas com interfaces, falta de usabilidade e localização de informação são críticos, tanto que, a Sociedade Brasileira de Computação (2006) no seminário "Grandes Desafio de Pesquisa no Brasil: 2006 – 2016", estabeleceu o desafio de pesquisa "Acesso participativo e universal do cidadão brasileiro a o conhecimento" (p.17) que dar ênfase aos problemas de interfaces e dificuldade ao acesso e localização de informações.

Na Educação a Distância via Web, segundo Martinez (2003) "alunos em sites mal planejados não conseguem atingir seus objetivos de aprendizagem" (p. 2). Gerando prejuízo ao aluno, às organizações que ofertam cursos e principalmente à imagem da Educação a Distância.

Diante desse contexto, às organizações atuantes direta e indiretamente na internet exigem profissionais com conhecimentos teórico e prático de conceitos e métodos que possibilitem projetar uma boa experiência no uso de seus serviços ou produtos via web. Porém, essa atenção e interesse por esse perfil de profissional é recente, segundo Agner (2010), somente em 2001, depois que surgiram os primeiros resultados de estudos sobre as perdas pela falta de concepção de projetos para Web focados na experiência do usuário é que esse assunto começou a ganhar sua devida importância. Portanto, sendo uma demanda recente, são poucas as universidades e faculdades que buscam atender essa necessidade.

Muitos profissionais que atuam com criação e desenvolvimento para Web não possuem conhecimentos teóricos dos processos envolvidos. Segundo Martinez (2003), com o avanço tecnológico e demanda de mercado, surgiram ferramentas que possibilitam qualquer usuário sem nenhum conhecimento teórico ou prático em padrões, métodos, conceitos ou linguagens de programação publicar informação, compor website e páginas Web com facilidade.

Referências:

Comentário